O presidente e a vice-presidente da ABC, Luiz Davidovich e Helena Nader, assinam artigo de opinião publicado em 3/11 no Valor Econômico:

A Academia Brasileira de Ciências (ABC) acompanha com preocupação a tramitação do Projeto de Lei 627/2020 do governo de São Paulo, que prevê a aplicação da Desvinculação de Receitas Orçamentárias de Estados e Municípios (DREM) ao repasse dos recursos do Tesouro à Fapesp. Se aprovada pelo Legislativo paulista, a medida resultará numa redução de 30% – R$ 454,6 milhões – no orçamento da Fundação em 2021. A subtração de recursos não comprometerá apenas a pesquisa científica e tecnológica em São Paulo: terá repercussão em todo o Brasil.

São Paulo é uma espécie de hub da ciência brasileira, com universidades e institutos de pesquisa de classe internacional. Pesquisadores paulistas, que participam como autores em cerca de 40% das publicações com pelo menos um autor residente no país, são, portanto, parceiros estratégicos nas conexões externas da produção científica nacional. No triênio 2015-2017, boa parte desses artigos teve também como signatários pesquisadores de outros estados, o que contribuiu para um aumento importante da visibilidade internacional da ciência brasileira – e não só de São Paulo – no período.

.